Projeto reserva primeira fila para alunos com TDAH nas escolas públicas e privadas

Foto: Douglas Gomes

Foto: Douglas Gomes

Um Projeto de Lei protocolado na Câmara de Vereadores de Porto Alegre pretende melhorar o ensino para crianças com TDAH ou Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade. A idéia apresentada pela vereadora Séfora Mota (PRB) reserva assentos na primeira fila das salas de aulas de escolas públicas e privadas para as crianças ou adolescentes com esse tipo de transtorno. “Temos que ter mais atenção com quem tem TDAH. Se conseguirmos atender aos meios de proporcionar uma melhora no ensino desses jovens, vamos contribuir para o futuro deles e da sociedade”, disse Séfora.

projeto TDAHO Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e frequentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida. Ele se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade, causando prejuízos a si mesmo e aos outros. Também é chamado de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Ele é reconhecido oficialmente por vários países e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em alguns países, como nos Estados Unidos, portadores de TDAH são protegidos pela lei quanto a receberem tratamento diferenciado na escola. Embora a criança hiperativa tenha muitas vezes uma inteligência normal ou acima da média, acontecem problemas de aprendizado e comportamento. Os professores e pais da criança hiperativa devem saber lidar com a falta de atenção, impulsividade, instabilidade emocional e incontrolável da criança.

projeto TDAHO TDAH é o transtorno mais comum em crianças e adolescentes. Ele ocorre em 3 a 5% das crianças. O uso de medicações não é suficiente e procedimentos no ambiente e na orientação dos pais quanto ao que fazer são indispensáveis. Por exemplo, crianças que se distraem na sala de aula devem sentar de frente para o professor e longe de lugares que possam se distrair, como janelas e portas.

Para tanto, surgiu a idéia de reservar e indicar aos professores que disponibilizem os assentos da primeira fila para os alunos com o transtorno. O projeto, protocolado essa semana, agora passa pela avaliação da Procuradoria da Câmara e depois segue para votação e análise da Comissão de Constituição e Justiça. “Acredito que vamos ter o apoio dos colegas nesse projeto e vamos conseguir aprovar a proposta para que tenhamos um ensino de mais qualidade e preocupado com as diferenças”, concluiu a vereadora.

Séfora quer disciplina de Libras nas escolas de Porto Alegre

Libras nas escolasUm Projeto de Lei protocolado nesta segunda-feira (27/01) na Câmara de Vereadores da Capital pretende aumentar a inclusão nas escolas em Porto Alegre. A proposta apresentada pela vereadora Séfora Mota (PRB) prevê a inclusão da Língua Brasileira dos Sinais (Libras) nos currículos escolares de todas as escolas, públicas ou privadas, localizadas no município.

Libras nas escolasA Libras, que teve sua origem na língua de sinais francesa, é uma forma de comunicação dos surdos. Foi reconhecida como segunda língua oficial do Brasil pela Lei nº 10.436 de 24 de abril de 2002 e, posteriormente regulamentada por meio do Decreto 5626/2005; que reconhece como meio legal de comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais (Libras). É dever do poder público em geral e empresas concessionárias de serviços públicos de apoiar o uso e difusão de Libras como meio de comunicação objetiva e de utilização corrente das comunidades surdas do Brasil. Desde então, foi estabelecido que a Libras deve ser inserida como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de professores para o exercício do magistério, em nível médio e superior, e nos cursos de Fonoaudiologia, de instituições de ensino, públicas e privadas, do sistema federal de ensino e dos sistemas de ensino dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

Libras nas escolasPara a vereadora, que é presidente da Frente em Defesa das Pessoas com Deficiência, só com o aprendizado das diferenças teremos um convívio com igualdade. “Hoje, todas as crianças convivem no mesmo espaço escolar e na sociedade. Por esta razão, temos que conhecer e oportunizar às crianças, com ou sem deficiência, o conhecimento de outras formas de comunicação que possibilitem a interação com todos” disse Séfora.

Se aprovada na Câmara de Vereadores da Capital, a nova lei deverá ser regulamentada pelo poder público num prazo máximo de 60 dias e todas as escolas em Porto Alegre deverão instituir a disciplina de Libras nos seus currículos.

 

Séfora participa de festas de Natal em comunidades da Capital

Festa Natal 2013    Festa Natal 2013

A vereadora Séfora Mota (PRB) esteve presente em diversas festas de confraternização de Natal em diferentes comunidades da Capital neste mês de dezembro. Requisitada por muitas instituições e líderes comunitários para contribuir de alguma forma com as comemorações, a vereadora tentou atender o maior número de pessoas. “Recebemos muitos pedidos de ajuda. Gostaria de poder atender a todos, mas infelizmente não consigo. Fico feliz por ter melhorado o Natal de muita gente através da confiança das pessoas”, avaliou Séfora.

Entre os locais que foram beneficiados com a ajuda articulada pelo gabinete da vereadora, a Associação dos Moradores da Vila Parque Santa Anita, no bairro Nonoai, o projeto Rima do bairro Belém Velho, a Pastoral da Criança da Ilha dos Marinheiros e as Festas de Natal dos bairros Bom Jesus e Beco dos Coqueiros.

Dois moradores da Capital também estão tendo um Natal mais alegre através das doações conseguidas pelo gabinete da vereadora Séfora. Mariselia dos Santos, moradora da Restinga, tinha o sonho de construir um quarto para as filhas. Com o material de construção doado, ela conseguiu concluir a obra. “Agradeço muito a vereadora e os assessores dela. Nosso Natal vai ser sem muitos presentes, mas agora minhas filhas já têm um quartinho para dormirem”, disse. Festa Natal 2013Já seu Delci, morador do loteamento Timbaúva, tinha outro objetivo. Melhorar a saúde e buscar uma nova vida através dos exercícios. Ele ligou para o gabinete pedindo uma bicicleta e teve o pedido atendido. “Conseguimos uma pessoa que queria doar essa bicicleta e levamos pro seu Delci. Isso é que nos traz esperança de um mundo melhor. Pessoas que querem ajudar e outras que dão valor para a vida”, disse Séfora.

Festa Natal 2013Mas um momento em especial ficou marcado neste fim de ano para a vereadora. Ela ajudou o “Papai Noel” a presentear crianças da Escola de Ensino Fundamental Ver. Martim Aranha, na Vila Cruzeiro. A festa reuniu uma das turmas do terceiro ano e teve comida, música e até efeitos especiais. Tudo para deixar a sala em clima de Natal. A vereadora conversou com os alunos, acompanhou a apresentação musical e depois recebeu o carinho dos pequenos. “Aqui é pura sinceridade e honestidade. Na fala, no olhar… Coisas que esquecemos que existem no nosso dia a dia. Por isso que adoro crianças. São o nosso futuro e precisamos cuidar delas acima de tudo. É com esse sentimento e com esse carinho que desejo um fim de ano maravilhoso para todos”, concluiu Séfora.  

Festa Natal 2013

 

 

Creche pode fechar por falta de condições na Zona Norte

creche tecnobaby creche tecnobaby

A vereadora Séfora Mota (PRB) esteve na manhã desta sexta-feira (19/07) conferindo a situação de uma creche conveniada da prefeitura no Bairro Humaitá. A creche Tecnobaby, da Vila Tecnológica, atende 33 crianças da comunidade, mas em função das más condições do prédio pode fechar a qualquer momento.

creche tecnobaby

Goteiras e infiltrações em duas salas reduzem as condições de atendimento e colocam as crianças numa situação de risco. Expostas à umidade provocada pelos problemas na estrutura e com a chuva e o frio, muitas já ficaram ou estão doentes.

Segundo a coordenadora da creche, Sandra Rosa, uma reforma deveria ter sido iniciada em junho, com recursos de uma contrapartida da empresa OAS, que construiu a Arena do Grêmio no bairro, mas até agora nada foi feito. “A situação já estava complicada e agora com o frio piorou. O problema é urgente. Não queremos, mas se nada for feito vamos ter que fechar a creche”, disse.

creche tecnobabyPara a vereadora Séfora Mota, é fundamental que pelo menos as goteiras e a umidade sejam arrumadas o mais rápido possível. “Essas crianças não podem continuar num prédio assim. Sei que existe já uma lista de espera de quase 70 crianças aqui. Imagine se nem essas 33 puderem ser atendidas” argumentou a vereadora, que já pediu providências para a Secretaria Municipal de Educação.

Veja mais fotos abaixo!

 

creche tecnobaby

creche tecnobaby creche tecnobaby creche tecnobaby creche tecnobaby creche tecnobaby

Educação recebe inscrições para bolsas de estudo

imagem105827A Secretaria Municipal de Educação (Smed) recebe, a partir desta segunda-feira, 8, inscrições para bolsas de estudo em Educação Infantil e Ensino Fundamental para seis instituições privadas de ensino. O candidato deverá ter renda familiar per capita de até meio salário mínimo nacional (R$ 339,00) e morar em Porto Alegre. O prazo será encerrado em 19 de julho.

Para se candidatar, são necessárias cópias dos seguintes documentos: comprovantes de identidade do candidato, de residência atualizado dos responsáveis e de renda familiar, além de ficha de inscrição para bolsas de estudo preenchida. As inscrições serão realizadas na avenida Padre Tomé, 200, área militar, Centro Histórico, das 9h às 11h e das 14h às 16h30.

Sorteio – As inscrições aceitas serão sorteadas em 31 de julho, às 15h, no auditório da Smed (rua dos Andradas, 680, 5º andar), e os interessados poderão acompanhá-las. As vagas disponíveis serão preenchidas conforme a classificação obtida no sorteio, o número disponibilizado pela escola e o zoneamento. A listagem dos classificados será afixada em painéis da secretaria localizados no térreo, a partir das 10h de 1º de agosto. Depois, os contemplados, de acordo com o número de vagas das escolas, serão convocados para retirar o atestado de vaga na Smed, no setor de Bolsas e Convênios, para efetuar a matrícula.

As instituições conveniadas são os Colégios Concórdia, João Paulo I, Kennedy e Luterano São Paulo, além das Escolas de Ensino Fundamental Madre Raffo e La Salle Esmeralda.

Confira aqui o endereço das escolas e a lista completa de documentos necessários para realizar as inscrições.

Mais informações pelos telefones 3289-1735/1917.

Com informações PMPA

Séfora Mota apoia novo projeto de educação no Belém Novo

Projeto Rima Belém NovoEnsinar crianças e adolescentes a reciclar através da arte e promover uma atividade educativa no turno inverso da escola. Estes são os objetivos de um projeto criado no início do ano no Bairro Belém Novo, extremo sul da Capital. A vereadora Séfora Mota (PRB) esteve na tarde desta terça-feira (04/06) conhecendo o Rima (Reciclando o Infinito Mundo das Artes), um projeto organizado por moradores do bairro que atende 26 crianças e adolescentes. A sede do Rima fica no Clube Xavantes, que foi cedido para o trabalho de educação. Lá, os jovens aprendem a importância da reciclagem, recebem auxílio escolar e lanche. Segundo a orientadora Jane Kercher, o Rima já está constituído como Serviço de Atendimento Sócio-educativo (Sase), mas questões burocráticas ainda impedem o repasse de verbas por parte da prefeitura. Hoje, eles vivem de doações da comunidade e os trabalhadores são voluntários. “Faltam alguns documentos, mas tenho certeza que logo vamos conseguir o convênio. Precisamos de ajuda para manter o projeto. Quem quiser doar roupas, material para reciclagem e comida vai contribuir para que essas crianças continuem fora das ruas quando não estão na escola”.

A idéia é aumentar o número de jovens atendidos e melhorar as condições do local, que ainda está sendo adaptado para o projeto. Para isso, além das doações, é fundamental que o convênio com a Fasc esteja concluído e verbas sejam repassadas. “Esse tipo de educação no turno inverso é importantíssimo para o futuro da nossa juventude. Também tranquiliza os pais que precisam trabalhar. Todas as crianças e adolescentes deveriam ter essa oportunidade. Socializa, cria uma consciência ambiental e evita que eles se envolvam com as drogas ou o crime”, comentou a vereadora Séfora.

Para a vereadora, ações como dos moradores do Belém Novo servem de exemplo para outras comunidades. “Fico muito feliz quando vejo os próprios moradores se organizando e criando projetos como o Rima. Nosso gabinete vai ajudar na efetivação do convênio com a prefeitura para que mais jovens sejam atendidos”, completou.

Projetos educação Belém Novo

Creche do bairro
Como integrante da Comissão de Educação, Cultura, Esportes e Juventude da Câmara de Porto Alegre e preocupada com o atendimento prestado para os pais que precisam deixar os filhos nas creches municipais, a vereadora também visitou a Escola de Educação Infantil do bairro. A Cantinho Encantado fica na Vila Amizade, também no Belém Novo, e foi recém reformada.

Projetos educação Belém Novo

São 64 crianças atendidas e pelo menos 20 estão na lista de espera. Mas o espaço físico da escola impede o aumento do número de alunos. “As escolas que tenho visitado estão em boas condições, mas todas têm fila de espera. O que precisamos é de mais creches. São mães ou pais que não trabalham e não conseguem produzir e dar uma vida melhor para os filhos. A secretária de Educação disse no início do ano que 41 novas instituições serão construídas. Vamos cobrar essas novas vagas no fim de 2013”, disse a vereadora.

Ajude o projeto Rima: Fone (51) 8524.8231 com Jeannine

Séfora Mota participa de festa comunitária no Dia do Trabalhador


festa Dia do TrabalhadorA vereadora Séfora Mota (PRB) participou neste feriado de 1º de maio, Dia do Trabalhador, de uma festa comunitária no loteamento Jardim Protásio Alves, na Zona Leste da Capital. Realizada pela associação do bairro, a festa teve um campeonato de futebol, um almoço e atrações musicais durante todo o dia. Através do gabinete da vereadora, várias ações foram realizadas para ajudar na festa. Iluminação e preparo da quadra de futebol, limpeza do local e doação dos troféus e medição de pressão dos moradores foram conseguidas com a parceria entre a vereadora e a associação. “Nosso gabinete está sempre aberto e pronto pra ajudar todas as comunidades. Estamos felizes em ver que nosso trabalho está proporcionando uma festa como essa”, comentou a vereadora.

festa Dia do Trabalhador

Durante a festa, a vereadora conversou com os moradores e ouviu as reivindicações da comunidade. Entre elas, uma obra de expansão da creche comunitária e a construção de um centro cultural. “Esses pedidos são fundamentais para as crianças e famílias do bairro. Educação e cultura precisam sempre estar presentes nas comunidades”, avaliou Séfora.

festa Dia do Trabalhador

Para o presidente da Associação de Moradores do Jardim Protásio Alves, Nelson Dávila, a ajuda do gabinete da vereadora foi fundamental para a realização da festa. “Somos muito gratos! Procurei a vereadora através de outro parceiro da comunidade e recebi todo apoio. Todos os anos organizamos essa festa. Os trabalhadores e as famílias daqui merecem um dia como esse”, disse o presidente.

Inscrições abertas para oficinas de educação linguística

Estão abertas as inscrições para o curso “Educação Linguística em ação: construção conjunta de conhecimento”, composto por três oficinas e organizado pela Secretaria Municipal de Educação (Smed), por meio da  Assessoria de Línguas Adicionais.

O curso é dirigido aos professores de línguas da Rede Municipal de Ensino (RME) – Espanhol, Francês, Inglês e Italiano -, mas aberto ao restante dos docentes municipais. As inscrições, segundo Márcia da Silva Viegas, assessora do setor de Línguas Adicionais da Smed, poderão ser feitas até o dia de início de cada uma das oficinas.

A primeira, “Canção na aula de línguas adicionais: elaborando materiais didáticos” terá encontros durantes três quintas-feiras (18/4; 16/5 e 6/6), das 16h15 às 18h15, no auditório do 5º andar da Smed (rua dos Andradas, 680, Centro Histórico). Nesta quinta-feira, 18, serão tratadas questões referentes à elaboração de materiais didáticos, como a seleção do tema e os objetivos das diferentes etapas que os compõem, a cargo do professor José Peixoto Coelho de Souza, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufgrs). Márcia Viegas destaca que é importante que os participantes tragam algum material com base em canções por eles elaborado e/ou já utilizado para ser analisado.

Na reunião de 16 de maio serão abordadas a linguagem musical e os possíveis efeitos de sentido criados por meio da sua articulação com a letra a partir de exemplos de canções que apresentam esse recurso. Já em 6 de junho, serão compartilhadas experiências relacionadas à aplicação do material didático, com a possibilidade de criar banco de unidades didáticas a ser utilizado pelos professores das diferentes línguas adicionais oferecidas na rede municipal.

A segunda oficina, “Juegos y Canciones Infantiles”, de 2 de maio, estará a cargo da professora bilíngue e psicomotricista Roseli Lepique, do Colégio Miguel de Cervantes, de São Paulo, que falará  sobre a música como ferramenta de aprendizagem. Roseli é também autora do livro “Canciones Infantiles: versión iberoamericana” e do CD que o acompanha, material que foi gentilmente cedido pela professora para todas as escolas da RME.

Por fim, a terceira oficina, em 9 de maio, “O livro didático em questão”, com Simone Sarmento, também professora da Ufrgs, pretende analisar os critérios para a escolha do livro didático do Plano Nacional do Livro Didático.

Inscrições e informações pelo eplampoa@smed.prefpoa.com.br.
/educacao

Texto de: Tiago Nequesaurt / Edição de: Álvaro Luiz Oliveira Teixeira / PMPA

Secretária de Educação confirma construção de novas creches na Capital

Séfora Mota com secretária de EducaçãoEm visita nesta quarta-feira (20) à secretária Municipal de Educação, Cleci Jurach, a vereadora Séfora Mota (PRB), que faz parte da Comissão de Educação, Cultura, Esportes e Juventude da Câmara Municipal, teve confirmada a informação da construção de novas escolas de educação infantil e creches na capital. A previsão é construir 41 novas instituições. Entre as creches comunitárias a serem construídas, está a da Vila Pedreira, na rua Ursa Maior, onde 120 crianças serão atendidas. Com a construção das novas escolas, quase 5.000 vagas serão abertas, o que vai ajudar a diminuir o número de crianças entre zero e seis anos sem escola. “Em nossas visitas com a Comissão de Educação, constatamos que a falta de vagas é um dos principais problemas. Fico feliz em saber que a prefeitura está trabalhando para minimizar o problema”, disse Séfora.

Outro problema constatado pela comissão é a falta de estagiários e monitores em algumas escolas da capital. Segundo a secretária, existe uma dificuldade em encontrar profissionais dessa área. “Muitos moram longe das escolas e não querem ou fica inviável se deslocarem até áreas como a Zona Sul da capital, onde constatamos a maior falta”, argumentou Cleci Jurach.

A reunião também tratou de assuntos como a contratação de professores de educação física para escolas infantis, a construção de ginásios cobertos e a nutrição das crianças. “Eu, como integrante da Comissão de Educação, tenho a obrigação de estar por dentro de tudo que acontece de bom e ruim nas escolas da Capital e esse encontro é apenas o primeiro de muitos que vamos ter com a secretária”, concluiu Séfora.

Séfora participa de abertura do ano letivo na Rede Municipal

foto: Desirée Ferreira

foto: Desirée Ferreira

Com olhares atentos e curiosos, mais de cem alunos da nova Escola Municipal de Ensino Fundamental Nossa Senhora do Carmo, na Restinga, começaram o ano letivo na manhã desta quarta-feira (27/2). Os alunos receberam kits com os uniformes da Rede Municipal. A vereadora Séfora Mota (PRB) participou da festa, que teve também a inauguração de novos prédios da escola e a apresentação de músicas e danças por estudantes dos grupos 5ª em Movimento e 5ª em Cordas. Tudo aprendido dentro de oficinas na escola, que mantem turno integral para educação infantil e aulas de turno inverso para o ensino fundamental. “É isso que as crianças precisam, atenção durante todo o dia. A maioria dos pais trabalha o dia inteiro e muitas crianças acabam nas ruas, o que é um perigo! Vamos lutar por mais escolas como essa”, avaliou a vereadora. Antes da festa, que iniciou de forma oficial as aulas da rede municipal, a vereadora foi recebida pela diretora da escola, Maria Fernanda Kelbert, que fez questão de mostrar os novos equipamentos que pretendem inserir os alunos na era digital. O quadro negro ou a lousa agora ficaram no passado. Um moderno quadro interativo vai servir para os professores e alunos utilizarem melhor a tecnologia atual e melhorarem o ensino na escola. “Esse é o futuro! Fico muito feliz em ver a qualidade dessa escola, que é pública. Mas temos muito trabalho pela frente. O desafio é levar essa qualidade e tecnologia para todas as escolas, sejam municipais ou estaduais”, disse Séfora.

(com informações / CMPA)